Apresentação, Educação, Serviços, Equipe, Galeria de Fotos, Na mídia

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Por uma primavera brasileira!


Enquanto a manifestação contra as altas tarifas no transporte público paulistano ocorria tornando o centro da capital em um palco de guerra, Geraldo Alckmin nosso excelentíssimo governador do estado, estava em Santos inaugurando uma delegacia e um hospital. Quando vi isso não pude deixar de perceber a ligação entre os fatos. Acho que ele devia estar pensando assim: "Se os hospitais e as delegacias da capital não comportarem o tanto de gente que passará por lá depois da manifestação, agente manda o povo pra testar as novas instalações do litoral". É bem o perfil político dessa direita engessada que mofa no governo há décadas, construir delegacias ao invés de escolas, e hospitais precários que são só pra curar doenças e receber emergências, não contribuem com ação preventiva nenhuma.
Nosso prefeito tentou ser diferente desta vez, começando pelo fato de que, ao menos estava no país e não na França negociando mais eventos megalomaníacos para a cidade. Chegou até a recriminar a ação da polícia, mas é ingênuo se pensa que essa fachada vai conter os protestos.
Pelo visto as manifestação é apartidária, diversificada e continuará, pois já extrapolou a organização do MPL, o povo está mais atento e independente. O fato se demonstra evidente pelo tanto de gente tomando as ruas, o sentimento de revolta e indignação está despertando em nós novamente, como em outros tempos, e como sempre, pegando à todos de surpresa. É como se uma ebulição silenciosa começasse a dar seus primeiros sinais de fervura.
E é bom que se deixe claro aos vanguardistas de plantão que não se trata só de uma reclamação por conta de R$0,20, o que já não seria injusto considerando que seriam uns R$100 a menos por ano. Mas se trata sim de um incomodo latente com o eterno desrespeito às condições que o povo é tratado nessa e em outras cidades do país. Gastam bilhões na construção de estádios e no aumento do próprio salário e não diminuem imposto de praticamente nada, pelo contrário, prestam péssimos serviços de educação, transporte e saúde a população e ainda nos fazem pagar caro por isso, ainda que o salário mínimo seja o equivalente ao dinheiro de pinga nas suas festas de gabinete.
Para além da violência que os últimos atos geraram, principalmente por parte da policia, eu acredito na paz, creio que não se pode querer viver a vida num permanente conflito, mas também acredito que a paz exige que batalhemos por sua existência, não basta ficar sentado no sofá ou em frente do PC reclamando que os manifestantes são violentos, por isso não conseguem nada, não adianta falar que isso sempre acontece e nada muda, pior ainda, não adianta pensar que se você tem dinheiro para pagar os abusos do governo e ainda curtir o feriadão no litoral, que a manifestação é coisa de rebelde sem causa. Para mim mais vale a revolta inconsequênte que a acomodação consciente!
A paz que eu acredito não distribui flores ao inimigo, mas sim exige que o inimigo plante flores se quiser ver beleza, pois enquanto não permitirem que a beleza se manifeste naturalmente, terão de conviver, como todos, com as amarguras que ajudam a efetivar no cotidiano. Ridículo ver o Dimenstein fazendo campanha na CBN pra uma vaquinha on-line pra comprar flores à serem doadas em uma manifestação pela paz. Me pergunto por que ele não faz uma vaquinha pra inteirar a passagem dos que terão seu salário onerado pelo aumento da passagem.
Desculpem os mais românticos, mas o problema não são as flores, mas sim o contexto em que elas são distribuídas. A paz que eu acredito parece que brotará de fato bem em breve, em uma primavera florida como a que ocorreu em Praga há tempos atrás, ou como aquela árabe que há pouco se mostrou ao mundo. Nós os latinos, ameríndios, afro-brasileiros, já passamos por invernos bem hostis, chegou a hora de exigir que nos deem direito a primavera!

Um comentário:

  1. No Brasil os judeus monopolizam a TV discriminam e humilham as mulheres negras?A MeGaLOBO RACISMO? A violência do preconceito racial no Brasil personagem(Uma negra boçal degradada pedinte com imagem horrenda destorcida é a Adelaide http://globotv.zorra-total/v/adelaide-e-briti-pedem-dinheiro-no-metro/2329720, do Programa Zorra Total, TV Globo do ator Rodrigo Sant’Anna? Ele para a Globo e aos judeus é engraçado, mas é desgraça para nós negros afros indígenas descendentes, se nossas crianças não tivessem sendo chamadas de Adelaidinha ou filha, neta e sobrinha da ADELAIDE no pior dos sentidos, é BULLIYING infeliz e cruel criado nos laboratórios racistas do PROJAC (abrev. de Projeto Jacarepaguá da Central Globo de Produção) da Rede Globo é dominado por judeus diretores,produtores e apresentadores como Arnaldo Jabor,Carlos Sanderberg,Luciano Huck, Jairo Bouer,Luis Erlanger,Marcos Losekann,Marcius Melhem e Leandro Hassum,Vladimir Brichta,Tiago Leifert, Pedro Bial,William Waack,William Bonner & Fatima Bernardes,Ernesto Paglial & Sandra Annenberg,Mônica Waldvogel,Renata Malkes,Sandra Passarinho,AmoraMautner, Lillian W. Fibe,Esther Jablonski,Glenda Kozlowski,Gilberto Braga,Wolf Maya,Mário Cohen,Ricardo Waddington,Max Gerinder,Mauro Molchansky,Maurício Sirotsky,Michel Bercovitch,Fábio Steinberg,Guilherme Weber,Caio Blinder,Daniel Filho,Gilberto Braga,Walcyr Carrasco,Carlos H. Schroder e o poderoso Ali Kamel diretor chefe responsável e autor do livro Best seller o manual segregador (A Bíblia do racismo,que irônico tem por titulo NÃO SOMOS RACISTA baseado e num monte de inverdades e teses racistas contra os negros afrodescendentes brasileiros)E por Maurício Sherman Nisenbaum(que Grande Otelo, Jamelão e Luis Carlos da Vila chamavam o de racista porque este e o Judeu sionista racista Adolfo Block dono Manchete discriminavam os negros)responsável dirige o humorístico Zorra Total Foi dono da criação de programas e dos programas infantis apresentados por Xuxa(Luciano Szafir)e Angélica(Luciano Hulk) ambas tendo seus filhos com judeus,apresentadoras descobertas e lançadas por ele no seu pré-conceitos de padrão de beleza e qualidade da Manchete TV dominada por judeus sionistas,este BULLIYING NEGLIGENTE PERVERSO que nem ADOLF HITLER fez aos judeus mas os judeu sionistas da TV GLOBO faz para a população negra afrodescendente brasileira isto ocorre em todo lugar do Brasil para nós não tem graça, esta desgraça de Humor,que humilha crianças é desumano para qualquer sexo, cor, raça, religião, nacionalidade etc. o pior de tudo esta degradação racista constrangedora cruel é patrocinada e apoiada por o Sr Ali KAMEL (marido da judia Patrícia Kogut jornalista do GLOBO que liderou dezenas de judeus artistas intelectuais e empresários dos 113 nomes(Manifesto Contra as contra raciais) defendida pela radical advogada Procuradora Roberta Kaufmann do DEM e PSDB e o Senador Demóstenes Torres que foi cassado por corrupção)TV Globo esta mesma que fez anuncio constante do programa (27ª C.E. arrecada mais de R$ 10,milhões reais de CENTARROS para esmola da farsa e iludir enganando escondendo a divida ao BNDES de mais de 3 bilhões dólares dinheiro publico do Brasil ) que tem com o título ‘A Esperança é o que nos Move’, show do “Criança Esperança”de 2012 celebrará a formação da identidade brasileira a partir da mistura de diferentes etnias) e comete o Genocídio racista imoral contra a maior parte do povo brasileiro é lamentável que os judeus se divirtam com humor e debochem do verdadeiro holocausto afro-indigena brasileiro o Judeu Sergio Groisman em seu Programa Altas Horas e assim no Programa Encontro com a judia Fátima Bernardes riem e se divertem.(A atriz judia Samantha Schmütz em papel de criança um estereótipo desleal e cruel se amedronta diante aquela mulher extremamente feia) para nós negros afros brasileiros a Rede GLOBO promove incentiva preconceitos raciais que humilha e choca o povo brasileiro.Organização Negra Nacional Quilombo ONNQ 20/11/1970 – REQBRA Revolução Quilombolivariana do Brasil - quilombonnq@bol.com.br

    ResponderExcluir